Benefícios do RPA para os colaboradores
RPA: benefícios para os colaboradores
Compartilhe:
Assine nossa newsletter

Fique por dentro das melhores notícias, eventos e lançamentos do mercado




    RPA: benefícios para os colaboradores

    Publicado em: 31 de março de 2023

    A adoção do RPA por empresas de diversos setores talvez seja interpretada como um risco aos trabalhadores humanos. No entanto, mais do que vantagens para a empresa, a adoção desta tecnologia também traz benefícios importantes aos colaboradores que o utilizam.

    Quando falamos de automação de processos, é comum que os colaboradores da empresa se sintam ameaçados. Afinal, não seria a primeira vez que pessoas perdem o emprego para máquinas. Além disso, o avanço de tecnologias de IA como o DALL-E e Chat-GPT conseguem criar conteúdo que pode ser considerado arte e nem sempre é possível diferenciar de criações humanas. Mas quais os benefícios do RPA para os colaboradores?

    A adoção de RPA já é uma realidade, com previsão de crescimento a uma taxa de 32,8% entre 2021 e 2028. Por isso, é uma prioridade para organizações de diversos setores. Apesar disso, sua adoção ainda possui alguns desafios a serem superados. Alguns deles são a falta de conhecimento dos colaboradores sobre os possíveis impactos que a adoção do RPA pode ter em seu trabalho e a baixa aderência devido ao medo de serem substituídos por mão de obra digital. 

    Por isso é importante destacar os benefícios do RPA aos colaboradores humanos. Confira a seguir 4 deles.

    Benefícios do RPA para os colaboradores

    1. Auxilia sem substituir 

    Para automatizar um processo, ele deve possuir determinadas características. Podemos citar, por exemplo:

    Essa lista deixa claro que um RPA não é adequado para realizar tarefas complexas que exijam alto grau de cognição e inteligência emocional. Um robô pode buscar palavras-chave em uma lista de conexões do LinkedIn, porém não poderá escolher o melhor candidato para a vaga. Qualquer decisão que exija algum tipo de análise subjetiva precisa de um ser humano. Assim, o RPA pode ser utilizado como um assistente que auxilia o colaborador, completando tarefas tediosas e cansativas que tomam muito tempo e são pouco produtivas quando executadas por um ser humano. 

    Além disso, o colaborador que desempenha a tarefa antes da implementação do RPA será uma peça fundamental no desenvolvimento do robô, pois é quem vai fornecer todas as informações sobre o processo que será automatizado. 

    2. Contribui para o desenvolvimento profissional 

    Sabemos os limites da capacidade humana de manter a atenção a uma atividade monótona e repetitiva. Após algum tempo realizando tarefas desse tipo, o tédio e o cansaço se instalam e começamos a pensar em outras coisas enquanto ainda estamos executando a tarefa. A distração e o cansaço comprometem nosso poder de processamento, aumentando a chance de erros. 

    Mas nossa cognição está equipada para lidar com situações mais interessantes do que preencher dezenas de formulários idênticos copiando e colando dados, ou faturar dúzias de Notas Fiscais Eletrônicas numa sequência repetitiva de cliques. Ou seja, ao delegar este tipo de tarefa para um RPA, os colaboradores focam em atividades mais criativas e desafiadoras, aumentando o engajamento e incentivando seu desenvolvimento profissional. Isso funciona ainda melhor se a empresa disponibilizar treinamentos e capacitação em conjunto com um bom plano de carreira. 

    3. Uma RPA evita acúmulo de trabalho 

    Um grande volume de tarefas frequentemente resulta em trabalho acumulado e uma equipe sobrecarregada, especialmente quando alguém do time precisa se ausentar por questões de saúde ou sai de férias. Neste caso o RPA prova seu valor, seja eliminando o trabalho acumulado ou evitando que o acúmulo ocorra em primeiro lugar. 

    4. Aumenta a qualidade de vida no trabalho 

    Funcionários altamente capacitados para funções complexas ganham mais autonomia no trabalho quando podem delegar tarefas simples e repetitivas para um RPA. Por isso, o aumento de autonomia alivia o esgotamento (burnout) [6] e aumenta a satisfação do colaborador. Isso faz todo o sentido quando levamos em consideração que as pessoas passam a ter a possibilidade de redescobrir seu propósito dentro da empresa e desempenhar papéis mais alinhados aos seus objetivos profissionais. Assim, o resultado de longo prazo será uma maior qualidade de vida no trabalho, com os benefícios do RPA ficando mais aparentes.

    Vale ressaltar que é comum que trabalhadores humanos inicialmente torçam o nariz para o RPA, porém passem a ter uma atitude positiva após a implantação. As organizações que pretendem adotar esta tecnologia de automação devem ter transparência na comunicação com seus colaboradores antes de iniciar o processo, por exemplo, informando-os sobre como o RPA será um aliado, e não um inimigo. 

    Por mais que estejamos vivendo uma era de digitalização do trabalho, os recursos mais preciosos de qualquer organização são as pessoas. Portanto é indispensável que exista sinergia entre mão de obra humana e a mão de obra digital. Os benefícios do RPA como ferramenta de auxílio para colaboradores humanos, alinhada a uma cultura de valorização dos recursos humanos, tem o potencial de gerar benefícios que se traduzirão em equipes mais felizes e engajadas. 

    *Cristiane dos Santos Costa é consultora de Automação Inteligente de Processos na Protiviti, empresa especializada em soluções para automação e digitalização de processos, compliance, investigação, gestão de riscos, proteção e privacidade de dados.

    Fontes de consulta

    [1] Costa, S. A. S., Mamede, H. S., & Silva, M. M. (2022). Robotic Process Automation (RPA) adoption: a systematic literature review. Engineering Management in Production and Services, 14(2), 1-12. doi: 10.2478/emj-2022-0012 

    [2] Khatib, M. , Almarri, A. , Almemari, A. and Alqassimi, A. (2023) How Does Robotics Process Automation (RPA) Affect Project Management Practices. Advances in Internet of Things, 13, 13-30. doi: 10.4236/ait.2023.132002

    [3] Moreira, S; Mamede, H. S.; Santos, A. CENTERIS – International Conference on ENTERprise Information Systems / ProjMAN – International Conference on Project MANagement / HCist – International Conference on Health and Social Care Information Systems and Technologies 2022. Procedia Computer Science 219 (2023) 244–254. 

    [4] Why do we make mistakes in repetitive tasks? Podcast. Disponível em: <https://www.thenakedscientists.com/articles/questions/why-do-we-make-mistakes-repetitive-tasks> 15 September 2015. 

    [5] OKOYE, Casmir Ikenna; TRUONG, Duc; WARMATE, Fidelis. Robotic Process Automation and its effect on Employees’ Attitude and Behaviour. 

    [6] Zhu, Y.-Q. and Kanjanamekanant, K. (2023), “Human–bot co-working: job outcomes and employee responses”, Industrial Management & Data Systems, Vol. 123 No. 2, pp. 515-533. https://doi.org/10.1108/IMDS-02-2022-0114 

    [7] H. Harmoko, A. J. Ramírez, J. G. Enr´ıquez, and B. Axmann, ”Identifying the Socio-Human Inputs and Implications in Robotic Process Automation (RPA): A Systematic Mapping Study,” in International Conference on Business Process Management, 2022: Springer, pp. 185-199. 

    Compartilhe:

    Publicações relacionadas

    4 passos para preparar seus processos para a automação

    23 de maio de 2024

    Confira a seguir 4 passos importantes para preparar o seu processo para a automatização.

    Leia mais

    6 passos para a redução do desperdício na saúde

    17 de outubro de 2023

    Conheça a metodologia “Lean Healthcare”, o Mapeamento do Fluxo de Valor, e entenda como ela pode ajudar a reduzir o desperdício na saúde.

    Leia mais

    5 benefícios de implementar RPA na sua organização

    13 de julho de 2023

    Saiba mais sobre as soluções de RPA e as vantagens que elas podem agregar nas empresas.

    Leia mais

    Implementação de RPA: os 5 principais erros que as organizações cometem – e como evitá-los

    19 de junho de 2023

    Entenda os desafios da implementação de RPA e veja como evitar os principais erros que as empresas cometem nesse processo.

    Leia mais