Ver todas

Inteligência Corporativa: Como orientar os colaboradores adequadamente?

Por: Protiviti

Publicado em: 16 de outubro de 2020

Por Iuri Camilo de Andrade*

As empresas direcionam e administram seus interesses, principalmente as estratégias comerciais e de segurança, através do acesso, controle e compartilhamento de informações. Muitas das empresas brasileiras estão há 6 meses com grande parte do quadro de colaboradores, em home office.

Dessa forma, foi imprescindível o diálogo e orientação através de comunicados ou boletins sobre o panorama da COVID-19, no entanto, como ter certeza do que estão acessando e compartilhando? Esse é o papel da inteligência corporativa.

Desafio da distribuição de informações corretas

Em termos estratégicos, ficou notório que o combate à COVID-19 está sendo travada além dos meios sanitários. Isto é, o meio digital tornou-se protagonista pela divulgação informações sem credibilidade.

Com a polarização de informes conflitantes no início da quarentena, bastaria acessar uma rede social ou ligar a televisão, para nos deparar com diversos informações oficiais e não-oficiais, nacionais e internacionais.

A dificuldade, para as empresas durante essa fase de home office com aparente vulnerabilidade econômica e financeira, foi de atribuir veracidade a informações que careciam de credibilidade? Tarefa difícil! 

Papel da inteligência corporativa

inteligência corporativa

A gestão estratégica de uma empresa ou corporação se dá com inteligência corporativa. Ela é a produção de conhecimento decisório, a partir da cautela no acesso de qualquer informação para descartar as desinformações, atualmente chamadas de fake news.

A exemplo, tem-se notícias replicadas automaticamente nas redes sociais, sem a devida confirmação. Ou seja, tivemos acesso a informações falsas que tumultuaram o cenário de segurança e a retomada comercial das empresas.

Sendo assim, com a proliferação viral de informações, as empresas que conseguiram antecipar-se na validação, ficaram estrategicamente a frente.

Isso, pois, se não houver a coleta e o tratamento adequado, as desinformações serão disseminadas corporativamente. E, cada colaborador conectado a uma rede social ou aplicativo, transforma-se sem perceber, em um agente de desinformação. 

Para coletar informações, através de fontes humanas, imagens, vídeos e demais fontes abertas oficiais e não oficiais, os mais céticos responderão que é impossível atribuir como verdadeira qualquer informação, visto que nenhuma fonte é segura. Ou seja, não existe orientação segura. 

Portanto, a pandemia COVID-19 nos faz refletir sobre a importância da inteligência corporativa no tratamento da informação e produção de conhecimento, passando aos seus colaboradores um status lúcido sobre os acontecimentos e ações que serão tomadas pela empresa. 

Agindo dessa forma, com sabedoria e cautela, as empresas conseguirão gerenciar impactos de desinformações aos colaboradores, controlando impulsos comportamentais desnecessários, pois em tempos de crise, a lucidez mental e corporativa é fundamental.

Para finalizar, vale o questionamento, sua empresa passou ou está passando um status adequado durante a quarentena? Se a resposta for positiva, que estratégia utilizaram?

Gostou do artigo? Então pode se interessar por esse também: A comunicação em tempos de pandemia e as novas práticas nos trabalhos de auditoria.

*Iuri Camilo de Andrade, é Consultor e Entrevistador Forense na ICTS Protiviti.

Compartilhe esse post

Publicações

Relacionadas

Mulheres: enfrentamento ao assédio sexual e às violências domésticas e de gênero

A violência contra as mulheres está presente nos lares e nos ambientes corporativos. Existe uma questão cultural e histórica que permeia nossa sociedade. E por que falamos em questão cultural e histórica? Porque os reflexos da violência sexual, psicológica ou física estão inseridos no seio familiar cujo agressor, geralmente do gênero masculino, impõe o seu domínio sobre o gênero feminino.

Leia mais

Por que ter Diversidade não quer dizer que se está promovendo Inclusão e vice-versa?

Diversidade e inclusão, estes dois conceitos são confundidos como sendo um só, mas a verdade é que eles são complementares. Saiba mais

Leia mais

A importância do gerenciamento de riscos num negócio

Riscos são um fenômeno natural de qualquer empreendimento. E, por meio do gerenciamento de riscos, é possível minimizá-los.

Leia mais

O poder da ilustração numa investigação empresarial

Os recursos visuais podem ser grandes aliados em uma investigação empresarial. Eles ajudam a elucidar situações complexas e facilitam a tomada de decisão.

Leia mais